Saúde Sexual - Informações sobre sexo e sexualidade

Sexo – Um Aprendizado Constante

Articles / Relacionamento
Date: Mar 10, 2006 - 06:14 AM

Por Darci L.D. Janarelli
Ginecologista e Sexólogo

Quantas vezes, depois de certa idade (talvez após os 40 ou 50 anos), nos deparamos pensando em coisas que fizemos no passado. Este saudosismo é mais forte para alguns do que para outros e tudo depende basicamente da intensidade das lembranças dos momentos vividos.



Lembrando de determinados fatos, talvez tenhamos a sensação de que poderíamos ter mudado alguma coisa, ou então fazer exatamente do mesmo jeito se fosse o caso de acontecer novamente.

Quando pensamos e recordamos nossa vida sexual do passado, também trazemos á tona comparações do antes com o agora. Muitos provavelmente chegarão à conclusão que evoluíram e tornaram-se mais experientes, enquanto que outros nem tanto. Nossa vida é um eterno aprendizado e existem coisas que só com o passar do tempo para proporcionar um entendimento mais completo.

Em relação ao sexo, quando jovem, adolescente ainda, a visão da sexualidade costuma ser diferente em relação a maturidade. Jovens do sexo masculino, via de regra, são bastante afoitos e costumam ver a relação sexual como algo que precisa ser feito várias vezes. Em resumo, prima pela quantidade em detrimento da qualidade da relação.

Poderíamos tentar explicar este fato, do ponto de vista biológico, como a necessidade de copular, enquanto jovem, o máximo que puder e com o máximo de fêmeas que conseguir no sentido de perpetuar a espécie e deixar descendência. Claro que esta explicação em humanos seria algo a nível instintivo e inconsciente, porém é o que ocorre no restante do mundo animal.

Á medida que o tempo passa, nós humanos em sua maioria começamos a ficar mais exigentes em tudo, incluindo aí a relação sexual. Neste momento da vida, após várias experiências, algumas boas e outras nem tanto, começamos a colocar determinadas condições para que o sexo torne-se ao mesmo tempo prazeroso e com algo a mais.

Quando um adulto jovem, seja do sexo masculino ou feminino, tem como parceiro (a) alguém mais velho (por exemplo, um com 20 anos e o outro com 45 anos) ocorre um aprendizado em termos de mecânica sexual muito mais rápido e talvez com maior efetividade, pois aquele individuo mais experiente vai com certeza ensinar àquele de menos idade os segredos e os caminhos da arte do sexo.

A ansiedade característica de jovens adolescentes que cada vez mais procuram orientação para sua vida sexual e reprodutiva com profissionais do ramo, é explicada pela imaturidade como pessoas e como tal para o sexo. Geralmente, são casais que se queixam de algum tipo de disfunção sexual, sendo as mais comuns a dor na relação e falta de orgasmo por parte das mulheres, questões estas muito mais em virtude da inexperiência dos parceiros do que propriamente de alguma disfunção propriamente dita. Sempre que recebo esses jovens, procuro orientá-los para que aproveitem a relação sem pressa e com o máximo de privacidade, que me parecem duas condições essenciais para boa prática sexual. O resto é um aprendizado constante através de conversas francas e abertas para que cada um possa doar-se ao máximo em prol do outro.

Costumo dizer que todo dia é dia de aprender algo novo e com sexo não é diferente. Basta estar com a mente aberta para novos conhecimentos e estaremos sempre aprendendo.




This article comes from Saúde Sexual - Informações sobre sexo e sexualidade
http://saudesexual.com/

The URL for this story is:
http://saudesexual.com/modules.php?op=modload&name=News&file=article&sid=84