Saúde Sexual - Informações sobre sexo e sexualidade

Satisfação Sexual

Articles / Relacionamento
Date: May 02, 2006 - 08:17 AM

Por Kelly Cristine Barbosa Cherulli
Psicóloga e Sexóloga

Quando se fala de sexo, por mais que se tenha acesso a informações através de livros, internet, profissionais de saúde, de conversas entre amigos ou em família, nos dias atuais, percebe-se que algumas pessoas acabam entrando em conflito com relação ao sexo, mais precisamente com o nível de satisfação sexual de suas vidas.



Um fato é certo: em um relacionamento não há como dizer que o problema sexual seja ou pertença a apenas um membro do casal. Digo isso porque o problema passa a ser dos dois uma vez que o problema de um acaba afetando o outro, levando-os a uma inadequação sexual.

Assim disfunções do orgasmo e da ejaculação, problemas de apetência, TPM, entre outros podem levar a problemas ou dificuldades pessoais e/ou de relacionamento. A recíproca também é verdadeira, afetando diretamente a satisfação sexual das pessoas.

Se apenas uma pessoa se sente realizada sexualmente, isso não quer dizer que o outro tenha o mesmo sentimento, o que acaba interferindo na satisfação sexual do casal. Além disso, cenas  em que dois corpos exauridos e suados após o maior e melhor dos orgasmos acabam povoando a imaginação de muitos, após serem vistas em cinema ou TV.

Sejamos realistas, nem sempre é possível chegar ao orgasmo que vemos na tela, pelo menos no que diz respeito ao cotidiano sexual das pessoas e estas podem configurar-se em uma das maiores complicações sexuais que um relacionamento sexual enfrenta. A maioria dos relacionamentos quando começa tem uma carga erótica muito grande. A libido, a disposição e disponibilidade sexual entre os parceiros pode-se dizer que está no seu nível máximo. Com o tempo essa carga erótica parece diminuir, fato este mencionado com freqüência em terapia de casal e individual.

Na verdade, em função do corre-corre diário, o sexo cai numa rotina mesmo que as pessoas se esmerem para que isso não ocorra. Quando isso acontece e a satisfação ou realização sexual fica comprometida, alguns tendem a se acomodar com a situação enquanto outros passam a demonstrar preocupação e até mesmo buscar um culpado.

Antes de se sentir culpado ou atribuir a culpa ao outro é preciso buscar uma forma de reencontrar seu próprio prazer. O que fazer então? Tente responder: Na sua visão, o que está faltando para que o sexo volte a ser satisfatório? Como anda a relação com o outro? Qual o seu sentimento pelo outro? O que o outro sente por você? Qual a visão que vocês têm atualmente em relação à vida/rotina sexual do casal? Como deveria ser essa rotina para você e para o outro? O que poderia ser mudado no relacionamento de vocês e na relação sexual de modo a melhorar o desempenho sexual?

Fazer e responder essas e outras perguntas pertinentes ao assunto é uma forma dos indivíduos criarem uma intimidade sexual, que vai muito além da obrigatoriedade de se ter um orgasmo, indispensável para se reencontrar ou melhorar o nível de satisfação sexual dos envolvidos. Após a discussão teórica é só colocar em pratica. Use e abuse da imaginação, da emoção. Embora não exista uma receita para se atingir uma satisfação sexual, acredito ser o bom senso um dos melhores caminhos a  seguir.




This article comes from Saúde Sexual - Informações sobre sexo e sexualidade
http://saudesexual.com/

The URL for this story is:
http://saudesexual.com/modules.php?op=modload&name=News&file=article&sid=87