Saúde Sexual - Informações sobre sexo e sexualidade

A Sexualidade no Diálogo Familiar

Articles / Relacionamento
Date: May 12, 2006 - 09:31 AM

Por Adriana Sommer da Costa
Psicóloga e Sexóloga

As famílias conversam sobre sexo? Conversam sobre a sexualidade dos seus filhos? Ou ficam aguardando uma oportunidade,como cenas de novelas, uma música com letras mais ousadas, para aí sim, expressarem suas opiniões e tentarem assim mostrarem o que pensam a respeito?



Nos dias atuais, falar de sexo, sexuailidade se tornou demasiadamente abrangente, pois o assunto está por todos os lados e os meios de comunicação com seu alto poder de influência se encarrega de levar informações sobre o mesmo para dentro dos lares. Através das novelas, filmes, programas de tv e até mesmo  algumas revistas que as vezes  proprcionam debetes sobre  o assunto sexo e sexualidade de forma muito superficial, o que pode acabar gerando mais duvidas do que esclarescimentos,( principalmente nos mais jovens).

Com tanta liberdade de expressão do corpo,visto através das telenovelas, das danças do momento,e com os diversos recursos de informações que chegam dentro dos lares, podemos pensar que as familias podem estar deixando a responsabilidade da educação sexual, para a midia, que entra em nossa vidas sem pedir licença. É claro que estou exagerando, mas não é de se surpreender,pois sabemos que diálogar sobre sexo com os filhos não é nenhuma tarefa fácil. E nós sabemos que hoje em dia a família fica muito envolvida com a televisao e isso acaba muitas vezes distorcendo valores e dificultando os dialogos.

Existe muita cosia envolvida numa simples conversa sobre sexo e sexualidade, quando tratamos de pessoas que ja tiveram toda uma educação sobre isso.Os pais também possuem suas questões íntimas,umas bem resolvidas, outras nem tanto,e isso tudo é que vai nortear as formas de dialogar com seus filhos.Quando falamos em educação sexual de nossos pais, percebemos que algo falhou nessa caminhada. Falhou porque foram educados de uma maneira,onde a sexualidade era posta de lado,isto é, como se o sexo não existisse. Os rapazes  aprendiam sobre sexo na rua,em conversas com os amigos "mais experientes" e assim achavam que sabiam de tudo, talvez carregando em sua bagagem de vida, dúvidas e deficiências que não ficaram claras. As moças só aprendiam alguma cosia sobre sexo antes de casar, e com isso a ignorância,ou seja a falta de informação sobre as coisas do sexo ficavam incompletas ,e como conseqüência disso,as uniões desgastadas e fracassadas.E nesses tipos de união, onde os alicerces do casamento eram baseados em princípios machistas,foi ocasionando o que podemo chmar de desagregação na familia em  quase todos os sentidos.

Nossa atualidade está tomada pela liberdade sexual, e está estampada no rosto dos nossos jovens,ela existe e está aí fazendo parte das nossas vidas e a preocupação com a educaçãio sexual dos filhos deve estar mais presente do que nunca no meio familiar.A família tem o seu papel na educação sexual pois tratar de sexualidade é tratar de afetividade,onde o envolvimento pais-filhos deve estar ligada desde o nascimento do bebê. O lar deve ter em sua atmosfera um clima de harmonia e bem estar, o reencontro de emoções perdidas também ocorre com os pais quando existe uma criança no lar, e esse resgate se torna muito imprtante, principalmente porque ajuda  esses pais a transmitirem com mais naturalidade e confiança aquilo que estão sentindo.

Sobre como dialogar com os filhos, cada meio familiar vai estabelecer a forma, quando e como conversar,tudo de acordo com seus valores e  principios, mas a dica mais importante é, de que os pais estejam em concordância e harmonia quando forem conversar com os seus filhos,para que todas as informações sejam passadas com certeza e harmonia, refletindo confiança e respeito na relação pais e filhos.




This article comes from Saúde Sexual - Informações sobre sexo e sexualidade
http://saudesexual.com/

The URL for this story is:
http://saudesexual.com/modules.php?op=modload&name=News&file=article&sid=88