Saúde Sexual - Informações sobre sexo e sexualidade

Sexo de A a Z - Parte 1

Articles / Comportamento
Date: Sep 18, 2006 - 10:06 AM

Por Kelly Cristine Barbosa Cherulli
Psicóloga e Sexóloga

No que diz respeito ao sexo são várias as formas de amar. Costuma-se dizer que entre quatro paredes vale tudo. Será? Criatividade, preferências, fetiches, diferentes práticas sexuais existentes podem ser citadas, o que não quer dizer que não existam outras. A fim de incrementar a relação sexual, podemos citar algumas em ordem alfabética.



Anal sex – no sexo anal o prazer é obtido pela estimulação da região, podendo ou não haver penetração. As maiores dificuldades dos iniciantes estão nos valores culturais, principalmente os religiosos, e no medo da dor. Aqueles que se preocupam com a saúde pessoal e do outro devem usar camisinha.

Bondage – nesta modalidade é permitido o uso de correntes, algemas, chicotes, cordas, cadeados, dar tapinhas, enfim tudo que possa causar excitação para ambos. Um dos parceiros fica à mercê do outro. Vale trocar os papeis de dominante-dominado.

Chubby chaser – BBW (Big beautiful Woman), BHM (Big Handsome Man), FA (Fat Admirer), FFA (Female Fat Admirer). Isso mesmo, o objeto de desejo é a pessoa que está acima do peso. Há quem aprecie ver ou transar com pessoas grandes. Há sites sobre o assunto com fotos e informações.

Dildo – Também conhecido por consolo, é encontrado nos sex shops. Coloridos ou cor da pele, com ou sem vibradores, duros ou flexíveis, grandes ou pequenos, de grosso ou fino calibre, enfim existem dildos para todos os gostos. O mais importante para quem faz o uso desta maravilha é fazer sua higiene sempre que for usá-lo.

Exibicionismo - A motivação maior para os adeptos desta prática é a expectativa de serem flagrados durante a transa. “Quanto maior a expectativa, maior a excitação” é o que diz quem curte o exibicionismo.

Feet/Foot – Aqui, os pés são a atração. Grandes ou delicados, com ou sem unhas coloridas, com sapatos ou sandálias ou simplesmente descalços, enfim, são eles o que geram alto nível de excitação em seus adoradores.

Grupal sex – A sua definição está no próprio nome. Atualmente considero importante que seus praticantes nunca dispensem o uso da camisinha por causa do alto risco de exposição à DSTs. Alías, este é meu conselho.

Handkerchief – O código do lenço surgiu nos EUA e Canadá. Lenços coloridos usados nos bolsos traseiros ou pescoço, geralmente entre gays ou praticantes de BDSM, indicavam se eram um Alto (dominante, ativo) ou um Fundo (receptivo, passivo, submisso) e que tipo de sexo procuravam. Cada cor, embora não fosse universal, tinha um significado (ex: branco=sexo manual; cinzento=bondage; azul=sexo oral; azul escuro= sexo anal, etc.). Atualmente sua prática caiu em desuso, mas em alguns lugares ainda é adotado por seus praticantes.

Inflabable dools – As bonecas infláveis, tanto no sexo masculino quanto no feminino, possuem tamanho natural. São encontradas com cabelos em diversas cores, costumam ter seios fartos (feminino) e pênis (masculino), boca, vagina e ânus penetráveis. Os valores variam conforme modelo, do mais simples ao mais sofisticado, enfim cabe em todos os bolsos.

Como dizem que entre quatro paredes vale tudo (ou quase tudo) praticar ou não um dos que já foram citados depende única e exclusivamente de cada um..




This article comes from Saúde Sexual - Informações sobre sexo e sexualidade
http://saudesexual.com/

The URL for this story is:
http://saudesexual.com/modules.php?op=modload&name=News&file=article&sid=98